Mulher do século 21

O Papel da Mulher na Sociedade
Mulher do século 21


Há décadas atrás as mulheres tinham muito dos seus direitos negados, não podiam votar nem se candidatar, não podiam trabalhar grávidas e não tinham direito a licença maternidade, na década de 70 apenas os homens podiam ter um cartão de crédito em seu nome, não era permitido tomar anticoncepcionais e havia uma proibição de fazer qualquer coisa que impedisse de ter um filho, as mulheres não podiam escolher os próprios parceiros , alguns casamentos já eram arranjados desde a infância para que assim que a mulher alcançasse uma certa idade, ela teria que se casar com o pretendente escolhido. Havia muitas restrições para as mulheres, inclusive sobre suas vestimentas e  até mesmo normas para trajes de banho.

 Em 1857 centenas de operárias morreram queimadas em uma fábrica têxtil de Nova York elas lutavam pelos direitos de redução de carga horária e licença maternidade.
No ano de 1911 foi instituída a comemoração ao dia da mulher, “ 8 de Março Dia Internacional da Mulher” em homenagem as mulheres costureiras da fábrica têxtil e a todas as mulheres.
E desde então as mulheres vem conquistando e provando que podem sim contribuir para a sociedade com os negócios e o mais impressionante de tudo conciliando com a educação dos filhos e um bom cuidado do lar.

As mulheres ao contrário da visão de antigamente, tem sim capacidade para ajudar, e tomar decisões exemplo a juíza Judy Scheindlin que usa de seus conhecimentos e sensibilidade para avaliar casos judiciais e suas ações viraram um reality show nos Estados Unidos, Angelina Jolie que ajuda e visita refugiados sírios na Jordânia, Maria da Penha Fernandes (Brasil) líder do movimento de defesa e vítima da defesa da violência doméstica, a Malala paquistanesa que é a pessoa mais jovem a ser contemplada com um prêmio Nobel por sua luta e direitos das mulheres a educação, Sofia Ionescu-Ogrezeanu (Romênia) foi a primeira neurocientista e neurocirurgiã do mundo, entre outras inspirações de mulheres que influenciam e contribuem para a história das mulheres.

Nos dias de hoje não é diferente, milhares de mulheres guerreiras trabalham para dar uma vida melhor aos filhos, que sonham, vão atrás, buscam, conquistam cargos e funções importantes que fazem a diferença na vida de muitas famílias, sendo elas juízas, médicas, advogadas, professoras, que conciliam cuidados com o lar, filhos, trabalho, estudo, e provam constantemente que é possível sim ser “o sexo frágil” mas ao mesmo tempo ser determinada, inteligente e capaz!

A Lommani apóia as causas que defendem os direitos das mulheres e é contra qualquer tipo de preconceito e violência contra as mulheres, esse texto foi desenvolvido para ressaltarmos o progresso e as vitórias que ao longo dos anos as mulheres vêm conquistando, sendo um papel importante na sociedade.


 

Deixe seu comentário

Atenção: Os comentários abaixo são de inteira responsabilidade de seus respectivos autores e não representam, necessariamente, a opinião da Lommani

Enviando Comentário Fechar :/